Escala

Todo mapa, desenho ou projeto é uma representação esquemática e reduzida da superfície terrestre, área ou empreendimento.
Esta redução se faz segundo determinada proporção entre o desenho e a superfície real.
   
Tal proporção, é o que se chama escala.
A escala pode ser informada como uma relação numérica ( 1:200.000 ).
Quando a escala é informada assim diz-se escala numérica. O número 1 que fica antes dos dois pontos, corresponde à unidade considerada sobre o mapa e é chamado numerador da escala ;  o número 200.000 após os dois pontos, indica o número de unidades da realidade ou o número de vezes que a superfície foi reduzida e é chamado denominador da escala.
A unidade poderá ser considerada como qualquer tipo de medida que se conheça : milímetro, centímetro, metro, quilômetro, etc.
Se o 1 for considerado centímetro o 200.000 também o será
Uma planta de casa não deixa de ser um mapa e quase sempre são feitas na escala de 1:50 centímetros, o que informa que cada 1 centímetro na planta irá equivaler a 50 centímetros na casa.
Outra forma de representação e informação de escalas é a escala gráfica. Mais uma forma de fazer referência à proporção entre o desenho e a realidade pode ser por um gráfico.
   

Fonte : Adaptado do livro Fundamentos de Cartografia – Paulo Araújo Duarte – 2002 , páginas 115 a 117.

Quer saber mais?

Consulte nossas páginas sobre Digitalização de Documentos e vetorização e tire suas dúvidas.

para maiores informações e orçamento de digitalização

Ligue:

(31) 3291-9600 Atendimento Nacional em Digitalização
(11) 3301-5484 Digitalização de Documentos São Paulo
(21) 3002-0272 Digitalização de Documentos Rio de Janeiro

ou use nosso formulário para contatos

Escala

Todo mapa, desenho ou projeto é uma representação esquemática e reduzida da superfície terrestre, área ou empreendimento.
Esta redução se faz segundo determinada proporção entre o desenho e a superfície real.
   
Tal proporção, é o que se chama escala.
A escala pode ser informada como uma relação numérica ( 1:200.000 ).
Quando a escala é informada assim diz-se escala numérica. O número 1 que fica antes dos dois pontos, corresponde à unidade considerada sobre o mapa e é chamado numerador da escala ;  o número 200.000 após os dois pontos, indica o número de unidades da realidade ou o número de vezes que a superfície foi reduzida e é chamado denominador da escala.
A unidade poderá ser considerada como qualquer tipo de medida que se conheça : milímetro, centímetro, metro, quilômetro, etc.
Se o 1 for considerado centímetro o 200.000 também o será
Uma planta de casa não deixa de ser um mapa e quase sempre são feitas na escala de 1:50 centímetros, o que informa que cada 1 centímetro na planta irá equivaler a 50 centímetros na casa.
Outra forma de representação e informação de escalas é a escala gráfica. Mais uma forma de fazer referência à proporção entre o desenho e a realidade pode ser por um gráfico.
   

Fonte : Adaptado do livro Fundamentos de Cartografia – Paulo Araújo Duarte – 2002 , páginas 115 a 117.

 
Para maiores informações e orçamento de digitalização :

 

Ligue:
  (31) 3291-9600
Minas Gerais
  (11) 3301-5484
São Paulo
  (21) 3002-0272
Rio de Janeiro

Digitalização de Documentos, Mapas, Cartas ou Plantas – Qual a diferença?

Digitalização de Documentos, Mapas, Cartas ou Plantas – Qual a diferença?
Cêurio de Oliveira (1983) refere-se às cartas, mapas e plantas da seguinte maneira:
CARTA : ” Representação dos aspectos naturais e artificiais da Terra, destinadas a fins práticos da atividade humana, permitindo a avaliação precisa de distâncias, direções e a localização geográfica de pontos, áreas e detalhes ; representação plana, geralmente em média ou grande escala, de uma superfície da Terra, subdividida em folhas, de forma sistemática, obedecido um plano nacional ou internacional. Nome tradicionalmente empregado na designação do documento cartográfico de âmbito naval. É empregado no Brasil, também como sinônimo de mapa em muitos casos” ( p. 86 );
MAPA : ” Representação gráfica, geralmente em uma superfície plana e em determinada escala das características naturais e artificiais terrestres ou subterrâneas, ou, ainda, de outro planeta. Os acidentes são representados dentro da mais rigorosa localização possível, relacionados, em geral, a um sistema de referência de coordenadas. Igualmente uma representação gráfica de uma parte ou total da esfera celeste”. ( p. 387 )
PLANTA : ” Representação cartográfica, geralmente em escala grande, destinada a fornecer informações muito detalhadas, visando, por exemplo, ao cadastro urbano, a certos fins econômico-sociais, militares, etc” ( p. 510 ).
….
Alguns autores chegam a afirmar que não há verdadeiramente uma diferença rígida entre os conceitos de mapa e carta, como faz Bastos (1978, p. 23) :

Não existe uma diferença rígida entre os conceitos de mapa e carta, sendo difícil uma separação nas duas designações. A origem das duas palavras é latina : charta, significando papiro ou pergaminho, e mapa, pano ou tecido. Em certos idiomas não existe a palavra mapa. A França usa apenas carte ou plan para mapas  de escalas maiores e menores. Em inglês, as duas palavras têm significado próprio : chart, usada para representação gráfica de navegação, linhas de costa, fenômenos meteorológicos, variações magnéticas, e para mapas celestes. As demais representações são designadas como mapas geológicos, fisícos, mapas gerais, etc. Em alemão há a palavra Karte, com prefixos designativos SEE, mar, e LAND, terra ( Seekarte e Landkarte ) .

Fonte : Adaptado do livro Fundamentos de Cartografia – Paulo Araújo Duarte – 2002 , páginas 121 a 123.

Quer saber mais?

Consulte nossas páginas sobre Digitalização de Documentos e vetorização e tire suas dúvidas.

para maiores informações e orçamento de digitalização

Ligue:

(31) 3291-9600 Atendimento Nacional em Digitalização
(11) 3301-5484 Digitalização de Documentos São Paulo
(21) 3002-0272 Digitalização de Documentos Rio de Janeiro

ou use nosso formulário para contatos

Geodésia

O objeto último da Geodésia é a determinação da forma e dimensões da Terra. Pelas irregularidades da superfície terrestre, tal determinação exige o levantamento de pontos escolhidos sobre a mesma em número e distribuição geográfica compatíveis com a precisão desejada e com restrições de ordem prática e econômica; os demais pontos são obtidos por interpolação.

Para obter o seu objetivo, a Geodésia pode valer-se de operações geométricas realizadas sobre a superfície terrestre ( medições angulares e de distância ) associadas a esparsas determinações astronômicas.

Fonte : adaptado do livro Introdução a Geodésia Física – Camil Gemael – 1999
    
Seu escritório, empresa ou departamento ainda tem desenhos soltos e mapotecas ? Precisa fazer projetos a partir de originais em papel ou vegetal?

   
Precisa georreferenciar e vetorizar mapas ou temas ! Digitalize HOJE !!!

Consulte-nos agora – Ligue 31 3301 5484 ou 31 3291 9600.