Impressão de Curvas de Nível em PLOTTER

Sua empresa de topografia precisa imprimir arquivos de pontos levantados em campo, descidos da estação total, processados e editados para as curvas de nível na forma gráfica da tela, grandes áreas densas, impressão rápida e com precisão de linhas em preto e branco e coloridas ?
Para a impressão precisa e rápida de curvas de nível indicamos os PLOTTERs HP Designjet T930, HP Designjet T1530 e o PLOTTER multifunção de grandes formatos HP Designjet T2530eMFP sem problemas com processamento e memória !
Mas o que é uma curva de nível ?

Veja como exemplo a casca de árvore da foto :
Veja que cada camada do crescimento da árvore adicionou espessura ao troco criando níveis.
Veja a casca com os contornos circundados nos mesmos níveis e em todas as mesmas elevações que no caso são as espessuras de igual valor.
Na imagem acima as curvas sem a foto da casca no fundo. O desenhista pode atribuir a partir da menor elevação um número para a primeira curva apresentando no desenho a quantidade de curvas que melhor se encaixar; exemplo seria de um em um metro de desnível ou de cinco em cinco metros ( mais comuns ).
Por isso a necessidade de impressão com qualidade e definição. Em terrenos altos, acidentados e/ou com grande declividade, as curvas de nível ficam muito próximas necessitando configuração mínima de “melhor” escolhida em sua impressora PLOTTER.

Continue lendo

Cartas do Brasil – Desdobramento e Escalas

O Brasil foi dividido em quarenta e seis folhas ao Milionésimo sendo cinco delas no hemisfério Norte.
Cada folha pode ser indicada pelo nome ou por uma indicação formada por letras e números.
As folhas das Cartas do Brasil ao Milionésimo desdobram-se em outras escalas.
    • Uma folha na escala 1:1.000.000 com dimensões de 6 graus de LONGITUDE e 4 graus de LATITUDE desdobra-se em outras quatro folhas de 2 graus de LATITUDE por 3 graus de LONGITUDE ;
  • Estas folhas tem denominação de V, X, Y e Z na escala de 1:500.000;
    • Qualquer destas quatro folhas desdobram-se em outras quatro de 1 grau de LATITUDE por 1 grau e 30 minutos de LONGITUDE ;
  • Estas folhas terão denominação de A, B, C e D na escala de 1:250.000 ;
    • Estas folhas desdobram-se em outras seis de 30 minutos de LATITUDE por 30 minutos de LONGITUDE ;
  • Estas folhas terão denominação de algarismos romanos como I, II , III , IV, V e VI na escala de 1:100.000 ;
    • Estas seis folhas desdobram-se em outras quatro de 15 minutos de LATITUDE por 15 minutos de LONGITUDE ;
      Estas folhas terão denominação de 1, 2, 3 e 4 na escala de 1:50.000
  • Estas quatro folhas desdobram-se em outras quatro de 30 segundos de LATITUDE por 30 segundos de LONGITUDE ;
  • Estas folhas terão denominação de NO, NE, SO e SE na escala de 1:25.000 ;
  • Finalmente estas quatro folhas desdobram-se em outras seis de 2 minutos e 30 segundos de LATITUDE por 45 segundos de LONGITUDE ;
  • Estas folhas terão denominação de A, B, C ,D, E e F na escala de 1:10.000 ;
Fonte : Adaptado do livro Fundamentos de Cartografia – Paulo Araújo Duarte – 2002 , páginas 125 a 137.

Quer saber mais?

Consulte nossas páginas sobre Digitalização de Documentos e vetorização e tire suas dúvidas.

para maiores informações e orçamento de digitalização

Ligue:

(31) 3291-9600 Atendimento Nacional em Digitalização
(11) 3301-5484 Digitalização de Documentos São Paulo
(21) 3002-0272 Digitalização de Documentos Rio de Janeiro

ou use nosso formulário para contatos

Cartas do Brasil – Desdobramento e Escalas

O Brasil foi dividido em quarenta e seis folhas ao Milionésimo sendo cinco delas no hemisfério Norte.
Cada folha pode ser indicada pelo nome ou por uma indicação formada por letras e números.
As folhas das Cartas do Brasil ao Milionésimo desdobram-se em outras escalas.
  • Uma folha na escala 1:1.000.000 com dimensões de 6 graus de LONGITUDE e 4 graus de LATITUDE desdobra-se em outras quatro folhas de 2 graus de LATITUDE por 3 graus de LONGITUDE ;
  • Estas folhas tem denominação de V, X, Y e Z na escala de 1:500.000;
 
 

  • Qualquer destas quatro folhas desdobram-se em outras quatro de 1 grau de LATITUDE por 1 grau e 30 minutos de LONGITUDE ;
  • Estas folhas terão denominação de A, B, C e D na escala de 1:250.000 ;

  • Estas folhas desdobram-se em outras seis de 30 minutos de LATITUDE por 30 minutos de LONGITUDE ;
  • Estas folhas terão denominação de algarismos romanos como I, II , III , IV, V e VI na escala de 1:100.000 ;

  • Estas seis folhas desdobram-se em outras quatro de 15 minutos de LATITUDE por 15 minutos de LONGITUDE ;
  • Estas folhas terão denominação de 1, 2, 3 e 4 na escala de 1:50.000 ;

  • Estas quatro folhas desdobram-se em outras quatro de 30 segundos de LATITUDE por 30 segundos de LONGITUDE ;
  • Estas folhas terão denominação de NO, NE, SO e SE na escala de 1:25.000 ;

  • Finalmente estas quatro folhas desdobram-se em outras seis de 2 minutos e 30 segundos de LATITUDE por 45 segundos de LONGITUDE ;
  • Estas folhas terão denominação de A, B, C ,D, E e F na escala de 1:10.000 ;
Fonte : Adaptado do livro Fundamentos de Cartografia – Paulo Araújo Duarte – 2002 , páginas 125 a 137.

 
Para maiores informações e orçamento de digitalização :

 

Ligue:
  (31) 3291-9600
Minas Gerais
  (11) 3301-5484
São Paulo
  (21) 3002-0272
Rio de Janeiro

Scanners de Grande Formato

Se sua empresa tem a necessidade de digitalizar e copiar desenhos, originais, documentos e fotografias em grandes formatos ( acima de formato A3 ) a AJS tem as melhores soluções de digitalização em função dos originais, quantidades, demanda, guarda e produtividade.


Nosso parque de equipamentos possibilitará fazer digitalizações de desenhos e originais em grandes formatos com resolução até 600 dpi ( pontos por polegada ) com scanners CIS* e enviar diretamente para emails possibilitando ao interessado acesso rápido em qualquer lugar pela web.
Opção para empresas e departamentos que precisam de cópias e digitalizações com tons apurados, densidade de cores, profundidade de cor, velocidade e produtividade de digitalização e é claro resolução são os scanners de alta resolução. Ideal para mapas que serão georreferenciados.

O scanner tem instaladas câmeras CCD** com alta capacidade de digitalização e produtividade.

   
Veja no quadro abaixo a melhor scanner em função de sua aplicação e necessidade:

    
* CIS (Contact Image Sensor). não tem nenhum sistema óptico (sem lentes, espelhos, lâmpadas e nenhum chip A / D). Fichas CIS têm muitas vezes fontes de luz LED integrada no chip com o sensor. Os sensores são de tamanho grande estendendo-se sobre a largura de digitalização. Trabalham muito próximos do papel que está sendo digitalizado.

** Câmeras CCD (Charge Coupled Device) – Utilizam uma lente óptica e um sistema de espelhos. O CCD é um dispositivo analógico, também requer um A / D (analógico para digital).

Fonte das imagens e figuras : HP Brasil
   
Seu escritório, empresa ou departamento ainda tem desenhos soltos e mapotecas, memórias de cálculo ? Precisa fazer projetos a partir de originais em papel ou vegetal?


Precisa georreferenciar e vetorizar mapas ou temas ! Digitalize HOJE !!!

Consulte-nos agora – Ligue 31 3301 5484 ou 31 3291 9600.